(Texto de 2012/2013, escrito propositadamente sem acentuação gráfica)

21/07/12

Uma reflexao que tenho feito desde o comeco dessa viagem eh a respeito das marcas. Todos sabemos da importancia do correto gerenciamento de uma marca, os cuidados com as propostas de valor e o posicionamento que sao transmitidos por meio do logo, do slogan, dos desenhos e de tudo que envolve a criacao de uma marca poderosa.

Ao mesmo tempo em que tenho encontrado, ao menos em Portugal e Franca, paises ja visitados, as famosas marcas globais (Coca-Cola, BMW, Audi, Carrefour), me deparo com fortes marcas locais que ainda nao vemos no Brasil. IKEA é um exemplo muito forte. Basicamente em todos os lugares que frequentei (hostel, casas, restaurantes), os objetos sao da IKEA, uma gigante do varejo de moveis e utensilios domesticos. Empresas como Tok&Stok ou Etna adotam um modelo semelhante o Brasil, mas sem os baixissimos precos praticados pela empresa europeia.

Tenho observado tb a regionalizacao de marcas que conhecemos bem. Por exemplo, a Kibon, em portugal, eh chamada de Ola.

20120721-104952.jpg

Na Franca, a mesma marca atende por Miko.

E voces, tem outros exemplos? Comentem o que acham dessa adaptacao de marcas globais aos mercados locais.

Volta ao Mundo – Marcas: Globais vs Locais
Tagged on:         

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *